Clareamento Interno em Dentes Despolpados Realmente Funciona?

Ainda existem algumas dúvidas se o clareamento interno em dentes despolpados realmente dá resultado, mas é essencial que o profissional avalie bem o caso para avaliar ou não a viabilidade.

A boa notícia é a Odontologia está avançada e hoje existem técnicas que garantem resultados muito satisfatórios.

E é exatamente sobre isso que vamos tratar aqui: todo o passo a passo do procedimento, desde a primeira avaliação até o processo do clareamento em si.

Passo a passo do clareamento interno em dentes despolpados

Para o sucesso do clareamento interno em dentes despolpados, é preciso seguir alguns protocolos. Isso é que vai fazer com que o resultado seja o esperado.

Lembrando que o escurecimento pode ser causado por:

  • Traumatismo dentário;
  • Resíduos de medicamentos intracanal;
  • Abertura da cavidade incorreta;
  • Necrose pulpar;
  • E outros.

Veja agora todo o passo a passo do procedimento:

1.Primeira avaliação

No caso de dentes despolpados, durante a primeira avaliação, geralmente o dentista pode solicitar uma radiografia periapical e uma fotografia do dente em questão.

Agora, caso o dente estiver necrosado, será necessário tratá-lo antes.

Lembrando que, antes do clareamento, independente do caso, é preciso realizar uma profilaxia.

2.Preparação do dente

Então, para dar início ao clareamento interno em dentes despolpados, é preciso fazer o isolamento total, sempre tomando cuidado para não prejudicar a parte sadia do dente.

Nesse momento, remove-se restos de resina que possam estar na câmara pulpar.

Depois de terminar o procedimento endodôntico, é aplicado um tampão cervical, pois isso evita uma provável reabsorção interna.

É preciso estar atento ao material do tampão, para que não danifique o material do clareamento.

3.Como funciona na prática

Então, basicamente, o procedimento funciona assim:

  • Aplicação de peróxido de hidrogênio 35% na área bucal do dente e na câmara pulpar;
  • Esperar de 12 a 25 minutos;
  • Lavar e repetir a aplicação 3 vezes;
  • Aplicação de peróxido de carbamida 37% dentro do dente;
  • Selamento da cavidade.

O paciente deve retornar ao consultório em quatro dias, e repetir os procedimentos acima.

Assim que obter o resultado desejado, geralmente é aplicado no interior da câmara pulpar uma pasta de hidróxido de cálcio.

E apenas após 10 dias que é possível fazer a restauração definitiva.

Embora os resultados têm se mostrado satisfatórios, o clareamento interno em dentes despolpados pode ter como efeito a reabsorção radicular cervical externa.

E isso pode prejudicar ou mesmo inviabilizar o procedimento.

Por isso que o melhor é conversar com seu dentista para uma avaliação e indicar qual o tratamento mais adequado.

Para saber mais sobre clareamento, de uma olhada no artigo “Clareamento: Mitos e verdades que talvez você não saiba” e boa leitura!

error: Content is protected !!
0

Your Cart